22 - janeiro - 2019

Discurso de Bolsonaro em Davos não combina com realidade de seu governo

Nota do secretário-executivo do Observatório do Clima, Carlos Rittl

Jair Bolsonaro em Davos (Foto: Reprodução de TV)
Jair Bolsonaro em Davos (Foto: Reprodução de TV)

O presidente Jair Bolsonaro merece cumprimentos por ter destacado, em seu discurso no Fórum Econômico Mundial nesta terça-feira (22), a necessidade de harmonia entre desenvolvimento econômico e proteção ambiental. Bolsonaro também se comprometeu a trabalhar juntamente com o resto do mundo pela diminuição das emissões de CO2 – é a primeira vez que o presidente menciona luta contra a mudança climática de forma positiva, sem senões ou condicionantes.

Infelizmente, o discurso não combina com a realidade dos primeiros 21 dias de administração Bolsonaro. O governo federal tem agido de forma concreta para subjugar a agenda ambiental ao agronegócio e desmantelar a governança climática. Os resultados podem ser vistos no chão: o desmatamento na Amazônia está em alta e uma onda de invasões de terras indígenas está em curso.

O presidente precisa agir rapidamente para corrigir o rumo se suas palavras em Davos foram sinceras. Do contrário, a comunidade internacional e os brasileiros mais vulneráveis ficarão com declarações vazias, e a economia brasileira verá mercados se fecharem e investidores irem embora.

 

Contato para a imprensa:

Claudio Angelo
claudioangelo@observatoriodoclima.eco.br
+5561 99825-4783

 

Comentários

O Clima da semana

Assine a nossa newsletter