16 - September - 2020

Carta de europeus é voto de desconfiança no governo brasileiro

Declaração do secretário-executivo do Observatório do Clima, Marcio Astrini, sobre mensagem do Grupo de Amsterdã

O vice-presidente Hamilton Mourão (Romério Cunha/VPR)
O vice-presidente Hamilton Mourão (Romério Cunha/VPR)

“A carta enviada ao vice-presidente Hamilton Mourão pelos países signatários da Declaração de Amsterdã é preocupante. Ela revela que esses oito Estados europeus, parceiros comerciais antigos do Brasil, perderam a confiança na capacidade do governo brasileiro de gerir a própria política ambiental e assegurar a sustentabilidade das nossas commodities. Esse voto de desconfiança terá impacto deletério sobre o acordo comercial UE-Mercosul, que seria um importante instrumento para mitigar o impacto da brutal recessão que o país começa a atravessar. Jair Bolsonaro e seus auxiliares estão destruindo nossos biomas, o clima da Terra e o futuro econômico do país em nome de uma ideologia tóxica e burra, que favorece o crime ambiental em detrimento das forças produtivas e das vantagens comparativas do Brasil.”

Marcio Astrini

Comentários

O Clima da semana

Assine a nossa newsletter