10 - dezembro - 2014

Marcha toma ruas do centro de Lima para pedir mais ação e justiça climática

Organizada no âmbito da Cúpula dos Povos na COP 20, marcha reuniu milhares de pessoas no centro de Lima.

Bruno Toledo

Nada poderia ser mais contrastante: a relativa calma dos corredores do complexo da Conferência do Clima de Lima (COP 20), no quartel general do exército peruano, e a massa de milhares de pessoas nas ruas do centro de Lima gritando em uníssono: precisamos agir agora!
Organizada pela Cúpula dos Povos, que está sendo realizada em Lima nesta semana, a Marcha em Defesa da Mãe Terra reuniu cerca de 15 mil pessoas para pressionar os negociadores da COP em prol de ação climática urgente e justa para todos. A marcha também celebrou o Dia Internacional dos Direitos Humanos, destacando a relação entre a defesa desses direitos e o enfrentamento justo e efetivo da ameaça das mudanças climáticas.
Representantes de povos indígenas, mulheres, jovens, movimentos sociais e organizações da sociedade civil presentes na Conferência participaram da marcha, que aconteceu sob forte esquema de segurança. Além de garantir a segurança dos manifestantes, a polícia também tinha que cuidar para que o já complicado trânsito das ruas centrais de Lima não ficasse ainda pior. Para tanto, as autoridades acabaram dividindo a marcha em alguns trechos, para permitir o tráfego de carros na região.
Para as milhares de pessoas na marcha, o ritmo lento e moroso das negociações na capital peruana ameaça o futuro climático do planeta – e, consequentemente, a sobrevivência das comunidades mais pobres e vulneráveis do planeta.
Fotos: Bruno Toledo/OC e Engajamundo (Facebook)

Comentários

O Clima da semana

Assine a nossa newsletter