COP23 testa resiliência do “espírito de Paris”

Conferência do clima de Fiji-Bonn, que começou nesta segunda-feira, enfrenta retorno da polarização norte-sul, precipitado pela eleição de Donald Trump, que contamina diálogo necessário sobre ampliação de metas de corte de emissões e de financiamento

O que nós esperamos da COP23

Conferência do clima de Fiji, que começa nesta segunda-feira em Bonn, precisa dar sinais claros de que ambição climática será aumentada; fora do rumo dentro de casa, Brasil precisa alinhar ações domésticas com discurso internacional

Chance de cumprir meta de Paris é de 5%

Para objetivo mais ambicioso do acordo do clima, probabilidade é de 1%, considerando o comportamento do sistema energético até aqui; outra pesquisa estimou que mesmo se todas as emissões parassem hoje aquecimento poderia ser maior que 1,5ºC

Brasil gasta 1,5 Bolsa-Família incentivando combustíveis fósseis

Dado se refere a 2014 e é de relatório publicado por organização internacional às vésperas da cúpula do G20, que começa nesta sexta-feira na Alemanha e terá mudança climática entre seus temas principais; maiores economias do mundo gastam quatro vezes mais em fósseis do que em energia limpa